Postagens

Mostrando postagens com o rótulo dor crônica

Proleptol (pregabalina): novo medicamento para a dor

Imagem
Novo tratamento para a dor chega ao mercado Um medicamento similar, o Proleptol (pregabalina) é indicado para o tratamento de diversos tipos de dor, incluindo a fibromialgia e a dor neuropática. Confira! Ação do Proleptol (pregabalina) Pertencente à classe dos anticonvulsivantes, o mecanismo de ação do medicamento pregabalina se dá por meio da regulação da transmissão de mensagens excitatórias entre as células nervosas e traz como benefícios: alívio da dor, da ansiedade e a melhora do sono. Indicações do Proleptol (pregabalina) Proleptol é indicado para o tratamento em adultos das seguintes condições: dor neuropática (dor devido à lesão e/ou mau funcionamento dos nervos e/ou do sistema nervoso); controle de fibromialgia (doença caracterizada por dor crônica em várias partes do corpo, cansaço e alterações do sono);  como terapia adjunta das crises epiléticas parciais (convulsões),  com ou sem generalização secundária;  tratamento do transtorno de ansiedade generalizada

Dia Mundial Contra a Dor - 17 de Outubro

No dia 17 de outubro as atenções de saúde estão voltadas para a dor. Mas afinal o que é dor e por que sentimos dor? DOR É “NORMAL”, MAS NÃO É NORMAL TER DOR 92% da população sente dor pelo menos uma vez na vida A afirmação revela um dos maiores problemas da sociedade com relação à dor. Apesar de ser comum, não é normal ter dor e a mesma deve ser tratada como alerta importante e não apenas como um incômodo habitual. “É preciso estar atento. A dor quando frequente, forte e sem causa lógica devem ser avaliadas por um médico especialista e tratadas corretamente”, explica o Neurocirurgião, Dr. Manoel Jacobsen. O que é Dor e por que sentimos dor? Com o objetivo principal de proteção, a dor surge como um mecanismo de defesa do organismo. Esse mal ocorre quando as terminações nervosas existentes no local afetado conduzem o estímulo doloroso por nervos até a medula espinhal. Depois deste caminho, o estímulo é conduzido para diversas regiões do cérebro, onde é percebido como dor e t

Meditação pode tratar a dor crônica de menor intensidade

Há muito que se acredita que a prática da meditação age como um analgésico real. A meditação é uma prática oriental milenar que nos permite relaxar. Tem efeito, além disso, também contra a dor e quase pode ser considerada como um tratamento da medicina alternativa, eficaz em casos menos graves. Uma pesquisa canadense recente, publicada pela revista "Pain", observou cerca de 15 pessoas que seguiam a disciplina Zen e outras 15 pessoas que nunca meditaram em suas vidas. No final, os 2 grupos foram submetidos a uma ressonância magnética do cérebro enquanto sofriam um estímulo doloroso. Resultados As pessoas que tiveram seus receptores da dor estimulados enquanto meditavam não sentiram a sensação de dor. O conteúdo do www.saudecomciencia.com é informativo e educativo. Não exclui consulta com profissional habilitado.

Cacto africano e Pimenta para dores crônicas

Imagem
A capsaicina , uma substância encontrada na pimenta vermelha e conhecida da maioria das pessoas por seus benefícios possui um "parente" até 100 mil vezes mais potente em um cactus proveniente da África. É a resiniferatoxina , substância conhecida como rtx e presente na euphorbia resinifera , uma espécie de cacto africano. A resinoferatoxina é semelhante, mas até mil vezes mais forte que a capsaicina encontrada na pimenta. Assim o  Cacto africano e Pimenta para dores crônicas . Artigos relacionados -  Drinks com pimenta fazem bem , -  Geleia de pimenta -  Capsaicina benefícios -  Pimenta e cacto africano para dores crônicas (o presente post) -  Alimentos ativadores do metabolismo -  Pimenta - propriedades medicinais   A resinoferatoxina pode ser a esperança da medicina no alívio de dores crônicas. Segundo a reportagem do Jornal Hoje ,... ...“As pesquisas mostraram que uma super-dose da rtx ( resinoferatoxina ) congela o neurônio, bloqueia a transmi