Postagens

Mostrando postagens com o rótulo dores

Dores na coluna: dicas de prevenção, causas e tratamentos dessas dores

Imagem
O neurologista e especialista em Medicina da Dor, Adriano Scaff, fala ao Saúde com Ciência sobre os principais problemas referentes às dores da coluna, a segunda queixa mais frequente da população brasileira. Veja abaixo as dicas do especialista sobre o assunto:

Recentemente, o sedentarismo, associado ao stress, as posturas inadequadas e viciosas no trabalho e durante o uso de smartphones aumentaram a incidência dessas dores.


Quais os tipos de doenças mais comuns na coluna vertebral?
Adriano Scaff: As doenças mais frequentes na coluna vertebral são as doenças miofascais (musculares) seguidas pelas doenças dos discos invertebrais (hérnias, protrusões, degenerações), bem como as dores das articulações (facetas).

Na coluna cervical temos uma incidência maior das doenças articulares em detrimento da lombar, onde as dores são mais de origem discogênica (do disco).

Quais os hábitos dos dias modernos que mais comprometem a coluna
Adriano Scaff: A falta de tempo para exercitar-se é o principal…

9 Dicas para dor nas costas: como aliviar a dor na coluna?

Imagem
A dor nas costas é uma das principais causas de procura por consultórios de ortopedia. Algumas são incapacitantes. Antes da consulta médica, confira algumas dicas para dor nas costas.

COMO ALIVIAR A DOR NAS COSTAS / DOR NA COLUNA? VEJA 9 DICAS:

1. Repousar
Na hora da crise de dor na coluna é importante deitar no chão ou em um colchão mais duro por meia hora;

2. Compressas mornas
Colocar bolsa de água quente (algumas são muito práticas, pois podem ser colocadas no micro-ondas) no lugar da dor para relaxar o músculo;

3. Dormir de lado
Dormir com um travesseiro que apoie o pescoço e outro entre as pernas pode aliviar a dor das costas;

4. Tomar banho quente
Aproveitar a quentura da água sobre o local dolorido é um excelente -- e relaxante -- remédio para dor na coluna. Não deixe a água tão quente para não se queimar e não baixar demasiadamente a pressão arterial (em pessoas com tendência a pressão baixa;

5. Sentar de maneira correta
Apesar de ser um hábito aparentemente inofensivo, quem tem d…

Dor no joelho? A causa pode ser sedentarismo e sobrepeso

Imagem
Você nunca teve nenhum problema com o seu joelho mas de repente sente uma dor no joelho, tão intensa que chega a comprometer até mesmo o que antes parecia simples, como caminhar. Por ser bastante vulnerável, além do seu alto uso muitas vezes de maneira inadequada, o joelho é uma das áreas que mais sofrem lesões, e que podem afetar pessoas de qualquer idade.

De acordo com o ortopedista e especialista em joelho do Hospital Nossa Senhora das Graças, Dr. Elias Marcelo Batista da Silva, vários fatores podem desencadear as dores no joelho. O excesso de peso é um deles.


Dor no joelho por sobrepeso e sedentarismo
Quanto mais você pesa, maior a pressão que você está colocando em seu joelho e mais impacto ele terá que absorver, por isso o ideal é sempre manter sempre o seu peso adequado para a sua altura.

Outro motivo que pode prejudicá-los é sedentarismo. Pode ocasionar fraqueza muscular, que pode proporcionar movimentos incorretos e diminuir a capacidade de absorção de impacto.

Dor no joelho po…

Inverno x Dor na coluna: Por que no frio sentimos mais dores na coluna?

Imagem
Saiba qual a relação entre inverno e cor na coluna. Especialista explica e dá dicas para amenizar o problema...

No inverno costumamos dizer que “trememos de frio”, é uma expressão popular para justificar uma reação natural do corpo ao baixo nível de aquecimento.

Por que trememos de frio?
“Quando sentimos frio trememos e essa reação é uma tentativa da musculatura em produzir calor com o tremor. O que é um processo natural, pode sim piorar ou agravar as dores na coluna” explica o Dr. Adriano Scaff, neurocirurgião especialista em medicina da dor.

Por que no inverno temos mais dor na coluna?
As dores na coluna estão normalmente associadas a erros de postura e ao sedentarismo, entre outros, porém elas podem se intensificar com as baixas temperaturas do inverno.

A relação entre inverno e coluna se dá porque no frio aumenta a incidência de contraturas musculares que costumam levar a um quadro de dor aguda, notadamente, nas regiões lombar e cervical.



“Importante é que exista um bom trabalho de f…

Sintomas da Fibromialgia e como conviver com o problema

Imagem
Sem causa ou exame específico, a fibromialgia ainda é uma doença desconhecida, de difícil diagnóstico e subtratada. Cerca de 2,5% da população brasileira sofre com a síndrome chamada fibromialgia. Uma dor lancinante que se espalha por todo o corpo e que vem acompanhada de sensações desconfortáveis e desagradáveis.

Sintomas da Fibromialgia
A identificação dos sintomas da fibromialgia é o primeiro passo para um diagnóstico mais ágil. Trata-se de uma síndrome clínica que se manifesta por dor difusa em todo o corpo. Além da dor, outras queixas envolvem cansaço, sono não reparador (diversos distúrbios do sono que fazem o paciente sair da cama cansado) e distúrbios de concentração e memória.
 “Os indivíduos também podem sofrer de outros sintomas, como cefaleia, tontura, sensação de inchaço, palpitação, dormências nos membros e transtornos do humor. Esses fatores precisam ser bem investigados pelo médico antes do diagnóstico definitivo”; 
Resumo dos sintomas da fibromialgia:

dor difusa pelo co…

Tratamento da dor física e a relação com aspectos emocionais

Imagem
Quando falamos de dor crônica - aquela que perdura por mais de três meses geralmente a vida toda sem cura ou com tratamentos paliativos, como as pessoas que desenvolvem neuropatias diabéticas, dores na coluna, artrites e artroses, fibromialgia, entre outras doenças - é comum estabelecer a sua relação com fatores emocionais, visto o impacto nos relacionamentos e funções gerados ao longo dos anos em quem é obrigado a conviver com ela.

O Saúde com Ciência conversou com o neurocirurgião especialista em dor pela Associação Médica Brasileira (AMB), Dr. Claudio Corrêa, que diz: “cada indivíduo pode tolerar e expressar a sua dor física de diferentes maneiras e com diferentes intensidades, o que não diminui a importância da dor de cada um.

Porém, é fato já documentado na literatura médica que, no decorrer de tanto tempo convivendo com uma dor crônica, o indivíduo irá desencadear sintomas de ansiedade, tristeza e depressão, irritabilidade e angústia, diante das crises, que são justificáveis de…

#DiaDeCombateAoFUMO: Cigarro eleva riscos de dores nas costas

Imagem
No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o número de pessoas que fumam chega a quase 32 milhões

Conhecido por ser um dos maiores vilões da saúde, o cigarro também é responsável por aumentar o risco de dores nas costas e doença do disco intervertebral. É o que alerta o fisioterapeuta Helder Montenegro, diretor do Instituto do Tratamento da Coluna Vertebral.


Segundo o fisioterapeuta, as altas chances de um fumante desenvolver complicações na lombar se devem à fumaça do cigarro, que reduz a circulação sanguínea nos platôs (amortecedores naturais) do disco invertebral.

“Essa diminuição dificulta a chegada de nutrientes na região, fazendo com que os discos ressequem e se desgastem”, descreve o especialista.
Esse fator contribui para o surgimento de hérnia de disco, um processo em que o disco intervertebral sofre uma ruptura no anel fibroso. — Com a ruptura e posteriormente a saída do núcleo pulposo, as raízes cervicais que são incumbidas pela inervação de membros superiore…

Dor Oncológica atinge 90% dos pacientes com câncer

Especialistas promovem Simpósio de Dor Oncológica. Evento é uma iniciativa da Grünenthal e do Hospital de Câncer de Barretos.

Apesar de ser considerado o quinto sinal vital, a dor ainda é subdiagnosticada e subtratada. Segundo Raquel Macedo, diretora da área Médica e Compliance da Grünenthal no Brasil, a OMS afirmou que mais de 11 milhões de pessoas são diagnosticadas com câncer a cada ano.

Em 2020, estima-se que sejam 16 milhões de novos casos, sendo que 60% devem ocorrer em países menos desenvolvidos, como o Brasil. Em alguns tipos de câncer, como o de cabeça e de pescoço, a dor é muito presente. Por isso, nós precisamos chamar atenção para o tema.

Já a médica Ângela Maria Sousa ressalta que a dor ocorre em todas as fases do câncer.

“A dor pode ser o único sintoma da enfermidade, ela atinge cerca de 90% dos pacientes. Outro dado muito importante e que chama atenção é o fato de que cerca de um terço das pessoas curadas do câncer apresentam dor crônica”, explica a especialista.
A Grüne…

Proleptol (pregabalina): novo medicamento para a dor

Imagem
Novo tratamento para a dor chega ao mercado

Um medicamento similar, o Proleptol (pregabalina) é indicado para o tratamento de diversos tipos de dor, incluindo a fibromialgia e a dor neuropática. Confira!

Ação do Proleptol (pregabalina)
Pertencente à classe dos anticonvulsivantes, o mecanismo de ação do medicamento pregabalina se dá por meio da regulação da transmissão de mensagens excitatórias entre as células nervosas e traz como benefícios: alívio da dor, da ansiedade e a melhora do sono.

Indicações do Proleptol (pregabalina)
Proleptol é indicado para o tratamento em adultos das seguintes condições:
dor neuropática (dor devido à lesão e/ou mau funcionamento dos nervos e/ou do sistema nervoso); controle de fibromialgia (doença caracterizada por dor crônica em várias partes do corpo, cansaço e alterações do sono); como terapia adjunta das crises epiléticas parciais (convulsões), com ou sem generalização secundária; tratamento do transtorno de ansiedade generalizada. 
Em casos de dor pers…

Relação entre estresse e dor de cabeça

Imagem
Existem dias que parecem intermináveis com tantos compromissos, reuniões e afazeres. É muito comum que nessas situações o corpo fique cansado e aconteça o desgaste mental, mas a tensão que está intimamente relacionada ao estresse também pode dar origem a dores de cabeça.

Dor de Cabeça
Existem diversas causas para a dor de cabeça e, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia, 95% da população brasileira sofrerá com esse tipo de dor ao longo da vida. Ainda segundo a sociedade, cerca de 70% das mulheres e 50% dos homens apresentam pelo menos um episódio de dor de cabeça por mês.

Estresse
O estresse, por sua vez, pode afetar o organismo de diversas formas e seus sintomas podem variar de pessoa para pessoa. As dores de cabeça desencadeadas pelo estresse surgem inicialmente após o distúrbio e, com o tempo, se tornam recorrentes. Esse é o fato que indica a relação entre estresse e dor de cabeça do tipo tensional. Os mecanismos envolvidos na origem do sintoma correspondem a sinais com…

Dorsopatias: dores nas costas atingem muitos brasileiros

Imagem
Sedentarismo e rotina dos brasileiros são as principais causas para o crescimento dos casos de dorsopatias.

Dados do Ministério da Previdência Social (MPS) apontam que o número de afastamentos e aposentadorias por invalidez decorrentes de dores na coluna tem ocupado grandes posições na lista de doenças com maior incidência no Brasil, segundo a Classificação Internacional de Doenças (CID 10).




Somente em 2011, as Dorsalgias, popularmente conhecidas como dores nas costas, foram responsáveis por 9% do total de concessões de auxílios doenças acidentários, com 28.744 beneficiários.


Mas os números não param por aí. Somando os afastamentos e aposentadorias decorrentes de acidentes de trabalho e os auxílios previdenciários, foram cerca de 203 mil pessoas afastadas por Dorsopatias (doenças das costas), número que se manteve em 2012. Estima-se que tenham sido gastos aproximadamente R$380 milhões, nos últimos dois anos, em benefícios para tratamento dessas doenças.

“Seria muito mais barato para …

Dor de cabeça: melhores tratamentos

Um excelente artigo da Revista ISTOÉ desta semana aborda de maneira bastante satisfatória o tema dor de cabeça e os melhores tratamentos para as milhares de pessoas que sofrem desse mal.

O subtítulo define o texto que está por vir:


"Cientistas definem os remédios que realmente previnem e tratam a doença e indicam métodos capazes de aliviar os sintomas"

O texto aborda: diagnóstico tardio da dor de cabeça, abuso de analgésicos na dor de cabeça, relação entre dor e estresse, dor de cabeça infantil, os tipos de dor de cabeça e, por fim, os melhores tratamentos para dor de cabeça.

Leia a matéria na ISTOÉ.

Leia também tudo o que já foi escrito no Saúde com Ciência dobre dor de cabeça:
- Cefaleia em salvas, sintomas e tratamentos;
- Enxaqueca sintomas
- dor de cabeça

Analgésico pode ser mais eficaz nos sintomas de demência, que antipsicóticos

Imagem
Um estudo recente concluiu que analgésico pode aliviar sintomas de demência.

Muitos pacientes com demência atualmente tratados com medicamentos antipsicóticos poderiam se beneficiar mais de tratamentos à base de simples analgésicos, indica um pequeno estudo.

Especialistas britânicos e noruegueses concluíram que remédios para dor diminuíram significamente sintomas como agitação e comportamento agressivo, comuns em pessoas que sofrem da condição.



Tendo em vista os resultados do trabalho, a Alzheimers Society - entidade britânica que promove pesquisas sobre várias formas de demência e oferece suporte a pacientes e profissionais - quer que os médicos passem a considerar outros tratamentos para aliviar esse tipo de sintoma em seus pacientes.

Os autores do trabalho acreditam que a descoberta pode ajudar pacientes com demência a conviver melhor com a condição.

O estudo foi publicado no site da revista científica British Medical Journal (BMJ).

Comunicação

Segundo especialistas, anualmente, na G…

Maconha diminui dor crônica, diz estudo

Estudo recente revela: Fumar maconha* em cachimbo pode reduzir a dor crônica em pacientes com nervos danificados, além de melhorar o sono e reduzir a ansiedade.

Em artigo publicado na revista científica Canadian Medical Association Journal, os cientistas disseram que são necessários mais estudos, em larga escala e com a utilização de inaladores.



Comentando o trabalho, especialistas britânicos disseram que a melhoria na dor foi relativamente pequena, mas acrescentaram que o trabalho pode ter implicações importantes.

Entre 1 e 2% da população sofrem de dor neuropática crônica - dor resultante de problemas de sinalização entre os nervos -, porém há poucos tratamentos disponívels.

Segundo relatos de alguns pacientes que sofrem dessa condição, fumar maconha* melhora seus sintomas.

Isso levou pesquisadores a investigar se a ingestão de canabinóides - as substâncias químicas presentes na erva cannabis - em forma de pílula poderia produzir o mesmo efeito.

A equipe da McGill University, em Mon…