Postagens

Mostrando postagens com o rótulo endocrinologia

O que é tireoide, qual a função da glândula Tireoide e doenças principais

Imagem
Saiba o que é tireoide, qual a função da glândula tireoide e seus principais problemas: hipotireoidismo e hipertireoidismo.

O que é tireoide?
Sempre me deparo com a expressão "tenho tireoide!", dita por alguém que fala enquanto arregala os olhos como se tireoide fosse o nome de alguma doença e que nem todos a teriam. Calma! Tireoide não é uma doença e sim uma glândula que todo mundo tem. E que bom, pois não há como viver sem ela. Saiba o porquê mais abaixo.

A tireoide está localizada na região anterior do pescoço, logo abaixo do "Pomo de Adão".


Função da glândula tireoide
A tireoide é a glândula responsável pela produção dos hormônios da tireoide T3 e T4, e está sob o comando do TSH (hormônio estimulante da tireoide). Os hormônios tireoidianos atuam em todo o organismo, controlando o seu ritmo de funcionamento.

Como qualquer órgão ou glândula do organismo, a tireoide pode "ficar doente". Os principais problemas da tireoide são o hipo e o hipertireoidismo. …

Tireoidite de Hashimoto aumenta a frequência de urticária crônica

O tratamento deve ser acompanhado por alergia e endocrinologista

Há uma maior frequência de urticária crônica espontânea (UCE) em pacientes com doença autoimune da tireoide, também chamada de Tireoidite de Hashimoto. Mas por que isso acontece? Qual a relação da glândula tireoide com a urticária?

O Dr. Luís Felipe Ensina, diretor da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), explica que a Tireoidite de Hashimoto é uma doença em que ocorre a produção de anticorpos contra proteínas da tireoide (tireoglobulina e tireoperoxidase), e infiltração de células imunológicas, levando à destruição da glândula. Consequentemente, ocorre uma diminuição na produção dos hormônios da tireoide, resultando no hipotireoidismo.

“Na UCE ocorre a ativação de células que estão na pele chamadas mastócitos, que, por sua vez, liberam mediadores inflamatórios, entre eles a histamina. A histamina é a principal substância que leva aos sintomas da urticária”, conta Dr. Luís.

Esta ativação dos mastócitos p…

Livro "Reposição Hormonal" destaca importância dos hormônios para saúde

Imagem
Livro revela a importância dos hormônios para a saúde de todos

O livro "Reposição Hormonal", obra do Dr. Marcos Natividade, é um guia indispensável para compreender o funcionamento dessas moléculas no organismo e como elas podem aumentar a qualidade de vida.

Deficiências hormonais podem trazer muitos problemas físicos e psicológicos. Hipertensão, osteoporose, reumatismo, doenças cardiovasculares e aumento de peso são alguns dos mais recorrentes. Além disso, depressão e mau humor também podem estar relacionados ao desequilíbrio hormonal!

Com quase 10 anos de experiência na área, o Dr. Marcos Natividade expõe os principais benefícios do uso correto de hormônios para manutenção e funcionamento de um organismo saudável.

O livro Reposição Hormonal, publicado pelo selo Vital da editora Pandorga, é a maneira que ele encontrou de passar todo o conhecimento acumulado sobre o assunto para a população.

>> Leia também: "Meninas que Adestram Lobos" (livro sobre lúpus): rel…

Perigos da diabetes: 8 dados alarmantes sobre diabetes

Imagem
Você sabia que o diabetes mata uma pessoa a cada 7 segundos no mundo? A principal causa de internações e morte da doença são as complicações cardiovasculares.

Ontem, 26 de junho foi o Dia Nacional de Combate ao Diabetes, data que funciona como um alerta para que a sociedade busque informações a respeito da doença, se previna e cuide da doença.

Para chamar a atenção para o assunto "informações sobre diabetes", reunimos 8 dados alarmantes sobre a doença:


1. A cada 7 segundos uma pessoa morre vítima de complicações causadas pela diabetes em todo o mundo.

2. Dados recentes da Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE, mostra que o diabetes atinge 9 milhões de brasileiros.

3. Em 2035, estima-se que o número de diabéticos e pessoas em estágio pré-diabetes somados ultrapassem 1,1 bilhão de pessoas. O número de brasileiros com a condição deve subir para 20 milhões.

4. Segundo um estudo publicado em abril pela Organização Mundial de Saúde, o n…

Metade dos diabéticos não sabem que têm diabetes

Imagem
O diabetes está na lista de patologias que atuam silenciosamente no organismo até comprometê-lo definitivamente, permitindo apenas a convivência com a doença. Assim, damos início ao texto que mostra que metade dos diabéticos não sabem que têm diabetes.


O diabetes é uma doença crônica caracterizada por uma deficiência parcial ou total na produção de insulina, hormônio responsável pela redução da glicemia (taxa de glicose no sangue), por promover o ingresso de glicose nas células e pela síntese de proteínas e armazenamento de lipídios.

Metade dos diabéticos não sabem que têm a doença
Segundo a Federação Internacional de Diabetes, existe no mundo cerca de 285 milhões de diabéticos, o que equivale a 6,4% da população adulta. No Brasil, o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que 7,6% da população entre 30 a 69 anos era diabética, chegando a 17,6% das pessoas entre 60 a 69 anos.



Já no interior de Pernambuco, um estudo realizado em 2010 revelou que a…

Obesidade Infantil: Dieta que deixa criança com fome é criticada por doutora na área

Imagem
Crianças com obesidade infantil não devem fazer dietas restritivas, com proibição total de certos alimentos. Dieta que deixa criança com fome é criticada por doutora em obesidade infantil. Pesquisas demonstram que quando se orienta alguém a "fechar a boca" para perder peso, os efeitos são o oposto do desejado: há aumento do apetite, diminuição do metabolismo e a pessoa fica mais obcecada por comida.

Essa informação foi divulgada pela nutricionista Sophie Deram, doutora em obesidade infantil e genética pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Ela participou, nesta terça-feira (22), de seminário sobre obesidade infantil promovido pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara. Sophie Deram explica que as dietas restritivas são aquelas que deixam as pessoas com fome:

"O fato de ele sentir fome vai desencadear, no cérebro, um mecanismo de adaptação que vai fazer o quê? Vai aumentar o apetite. Claramente, o que acontece? Quando você está com fome, o …

Diabéticos têm maior risco de ter câncer de cólon

Pessoas com diabetes têm um risco um pouco aumentado de câncer de cólon, afirmou um estudo internacional, mas as razões para esta ligação, e o que deve ser feito sobre isso, permanecem obscuras.



Pesquisadores liderado por Hiroki Yuhara, da Universidade da Califórnia, Berkeley, combinaram os resultados de 14 estudos internacionais e descobriu que, em geral, pessoas com diabetes eram 38 por cento mais probabilidade de serem diagnosticados com câncer de cólon do que aqueles que estavam sem diabetes.

Houve também um aumento de 20 por cento no risco de câncer retal, no entanto, que parecia estar confinado aos homens, de acordo com os resultados, publicados no American Journal of Gastroenterology.
"Estes dados sugerem que o diabetes mellitus é um fator de risco independente para câncer de cólon e reto", Yuhara e seus colegas escreveram.
As descobertas não provam que a diabetes contribui diretamente para o câncer de cólon em algumas pessoas.

Os resultados vêm de estudos observacion…