Postagens

Mostrando postagens com o rótulo espinhas

Espinha pode matar?

Imagem
Não tem jeito! Com a chegada da puberdade a famosa “espinha” chega para atormentar as nossas vidas. O pico de incidência da espinha acorre nos jovens entre seus 14 e 19 anos, chegando a atingir cerca de 95% da população adolescente ocidental, mas com o avanço da idade, ela tende a desaparecer.

A elevação da carga hormonal é a responsável por desencadear a “Acne”, desenvolvendo esta lesão inflamatória crônica do folículo piloso.


A acne se desenvolve no folículo pilossebáceo presente em grandes quantidades na face, ombros, parte superior das costas e no peito. São estas as áreas do corpo nos quais se manifesta a doença. A abertura do óstio folicular, popularmente chamado de poro, é por onde o pelo sai da pele e o sebo escoa, com a intenção de hidratar a pele.



Às vezes este “poro” acaba sendo ocluído, o que gera um acúmulo da secreção sebácea dentro do folículo piloso. Acontece que, a maior preocupação por conta da acne é por ser considerada por muitos uma disfunção estética. Por este m…

Como tratar espinhas e cravos

Imagem
Tratar espinhas e cravos não é tarefa das mais fáceis porque elas têm maior incidência na adolescência, fase em que os jovens não têm muita paciência e tratar cravos e espinhas requer paciência.

Espinhas e cravos são sintomas da acne, uma doença de predisposição genética, cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais.


É por isso que as lesões começam a aparecer na puberdade, época em os hormônios sexuais começam a ser produzidos pelo organismo, assim elas atingem ambos os sexos, meninas e meninos.

Contudo, a doença não atinge apenas os adolescentes ela pode permanecer ou aparecer na idade adulta, mais frequentemente em mulheres, devido às alterações hormonais.

Como tratar espinhas e cravos? A melhor forma de acabar com espinhas e cravos é procurar um médico dermatologista. Ele irá receitar remédios tópicos, que podem ser comprados em drogarias ou fórmulas de farmácia de manipulação; sabonetes específicos (como o sabonete de enxofre) e, até antibióticos, se for o caso d…

Doenças do Verão: Conheça e previna-se

Imagem
Você já reparou que algumas doenças são mais comuns em determinadas épocas do ano (estações). No verão doenças pela maior exposição ao sol, uso de piscinas coletivas, praias, alimentação podem aparecer.

Conheça as doenças do verão, e aprenda maneiras de prevenir as doenças mais comuns do verão.

1. Conjuntivite bacteriana A conjuntivite bacteriana é a inflamação daquela pele transparente que recobre os olhos, chamada de conjuntiva. Ela é mais comum no verão, pois é muito fácil contraí-la ao frequentar praias impróprias para banho e piscinas que não estejam devidamente tratadas.
Para evitar a contaminação é importante, além de não tomar banho em lugares indevidos, evitar usar toalhas de outras pessoas e entrar em contato com quem estiver com a doença, pois ela é de fácil transmissão.
Quando se contrai conjuntivite, os olhos ficam vermelhos e lacrimejantes, e há uma produção de secreção amarelada. Além disso, também são comuns fotofobia e uma sensação de que há areia dentro dos olhos.
2. O…