Postagens

Mostrando postagens com o rótulo farmácia

Farmácia de Manipulação - medicamento magistral: o que observar antes e depois do seu remédio pronto?

Imagem
Muita gente ainda torce o nariz quando o médico o entrega uma receita e diz: "Faça em uma farmácia de manipulação". O receio é que o medicamento não seja fabricado com a mesma qualidade de um medicamento industrializado.

Eu, Renata Fraia, como farmacêutica, já vi muita coisa errada nas farmácias de manipulação nas quais estagiei ou trabalhei. Falta de higiene por parte dos manipuladores e do próprio estabelecimento e deixar de colocar algum dos princípios ativos (o "ingrediente" da fórmula) eram coisas comuns -- pode ficar chocado arregalando os olhos!!

O que eu fazia? Se eu não pudesse mudar esse comportamento, eu simplesmente "pulava fora do barco", porque sou honesta, sou profissional de saúde (não da malandragem pra ganhar mais dinheiro) e se algo errado fosse notado, eu, como farmacêutica responsável pela farmácia responderia pelos atos de todos.

Mas essa época, em que o boom das farmácias de manipulação atraiu todo tipo de empresário ficou no passad…

Da Anvisa: regra para farmácia aplicar vacinas

Imagem
Consulta discute regra para farmácia fazer vacinação

As regras para o funcionamento dos serviços de vacinação estão em discussão pela Anvisa. O principal motivo é adequar as normas atuais para que as farmácias também apliquem vacinas com o mesmo controle e segurança que já é adotado nos serviços tradicionais de vacinação.

A previsão deste tipo de serviço foi criada pela Lei 13.021/2014. Porém, a norma atual não se aplica de forma clara para as farmácias e drogarias. Esses locais não têm um histórico de armazenamento e aplicação, por isso, precisam fazer adequações caso queiram oferecer o serviço.


As vacinas são medicamentos específicos que necessitam de condições especiais de conservação, além da aplicação por um profissional habilitado para este trabalho.

As farmácias e drogarias que pretendem fazer vacinação deverão ter uma infraestrutura específica que inclui a sala de imunização com equipamento de refrigeração exclusivo para vacina e recipiente para o descarte de materiais perfuroc…

Fiscalização de drogarias do programa Farmácia Popular

Imagem
Brasília – A partir de dezembro, o Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus), ligado ao Ministério da Saúde, vai iniciar esquema de fiscalização das drogarias do Programa Farmácia Popular do Brasil. A ideia é auditar mensalmente um grupo de drogarias para evitar fraudes e irregularidades. No total, 20 mil farmácias integram o programa.

O projeto piloto começou na semana passada no Distrito Federal, onde dez farmácias serão fiscalizadas. Depois disso, os técnicos vão definir a fiscalização no restante do país.

Os fiscais vão avaliar, por exemplo, se constam da nota fiscal eletrônica emitida pelo estabelecimento o nome completo do beneficiário, CPF, CNPJ da empresa, o número do registro do médico, telefone da Ouvidoria do SUS, a data da próxima compra e a prescrição do medicamento, além de outras informações.

Em maio deste ano, o Ministério da Saúde passou a exigir dos estabelecimentos credenciados no Farmácia Popular que esses dados constem da nota fiscal e…

Proposta beneficia auxiliares de farmácia e drogaria

Imagem
Profissão de auxiliar de farmácia e drogaria poderá ser regulamentada A Câmara analisa o Projeto de Lei 668/11, do deputado Policarpo (PT-DF), que regulamenta o exercício da profissão de auxiliar de farmácias e drogarias. Pelo texto, só poderá exercer a atividade o trabalhador com nível médio completo e curso profissionalizante. Será exigido ainda do funcionário registro na Carteira de Trabalho que comprove o ofício em farmácias e drogarias.



Conforme a proposta, entre as atribuições do auxiliar estão a organização do ambiente de trabalho, a ajuda nas atividades do farmacêutico e o zelo pela ética profissional e comercial na venda de produtos prescritos por profissionais da saúde.


Outra responsabilidade do auxiliar de farmácias e drogarias, depois de devidamente qualificado e capacitado, será orientar o consumidor sobre fórmulas, bulas, prescrição medicamentosa, indicação e contraindicação de tipos de remédios, nomes de laboratórios, distribuição, controle e conservação de medicamentos…