Postagens

Mostrando postagens com o rótulo gordura ruim

Gordura boa emagrece?

Imagem
Gordura boa emagrece e abre caminho para novos diagnósticos e tratamentos contra a obesidade.

➼ Nos primeiros meses de vida do homem, a "gordura boa" ou "marrom" tem grande importância, se apresenta em maior quantidade no organismo – sendo responsável pela produção de calor que protege o recém-nascido do frio.

➼ Na fase adulta, há uma diminuição razoável do tecido adiposo, responsável pela termogênese.

O organismo tem dois tipos de gordura a branca e a marrom. A primeira, considerada “gordura ruim”, acumula energia no corpo devido ao excesso de comida e pouca prática de exercícios físicos. Já a marrom, “gordura boa” é importante para a termogênese. A gordura boa emagrece, pois auxilia na queima de calorias, gerando calor corporal para nos aquecer e estimular o emagrecimento, que deve ser sempre monitorado por um nutricionista.


Com tratamento natural, a pessoa emagrece com saúde, vai perder gordura ao invés de diminuir água e músculo, e essa condição é chamada de

Taxa de gordura elevada atinge 58% dos paulistanos

Imagem
A taxa de gordura elevada com risco de desenvolvimento de doenças ligadas à obesidade, a exemplo de diabetes tipo 2 e cardiopatias, atinge 58%dos paulistanos. É o que aponta estudo do Programa ‘Meu Prato Saudável’, parceria do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP com a LatinMed Editora em Saúde.

No total, cerca de 400 pessoas passaram por testes de bioimpedância, aferição de IMC (Índice de Massa Corpórea) ou medição de circunferência abdominal. De 126 adultos, entre homens, mulheres e adolescentes, que passaram pelo teste de bioimpedância em evento comemorativo do Dia Mundial da Saúde, realizado em 5 de abril no Pátio do Colégio, centro de SP, 88% apresentaram níveis de gordura acima do considerado ideal.

Bioimpedância A avaliação nutricional por bioimpedância é um teste que dura cerca de 5 minutos, e determina quanto de massa gorda a pessoa tem. Ele mostra quanto é água, quanto é músculo e quanto é gordura. Entre as mulheres paulistanas, 69% apresentaram risco de d…