Postagens

Mostrando postagens com o rótulo gordura trans

Alimentos que influenciam o sono

Imagem
Um estudo recente mostra que o que você come durante o dia também pode fazer você dormir melhor ou pior Pesquisadores da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, descobriram que, quanto maior a quantidade de fibras e menor a de gordura saturada , maior a duração do sono profundo , conhecido no meio médico e científico como "sono de ondas lentas". Alimentos que influenciam o sono, positiva_ou negativamente Os Resultados - que apontam quais alimentos influenciam o sono Os autores, liderados por Marie-Pierre St-Onge , publicaram o resultado no ' Journal of Clinical Sleep Medicine ' mostram que um único dia de exageros pode influenciar - e muito - os parâmetros de sono. O trabalho também mostrou que o excesso de açúcar provoca mais despertares ao longo da noite. ► Leia também:  Dormir emagrece mesmo? Como foi o estudo que mostra quais alimentos influenciam o sono Os resultados foram obtidos após um experimento que contou com 26 adultos (13 homens e 13 mul

Gordura trans aumenta risco de infarto e AVC

Imagem
As chances de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral aumentam com a maior ingestão de gorduras trans . Isto ocorre devido ao acúmulo de colesterol nos vasos sanguíneos, que culmina com todo um processo inflamatório, a aterogênese, que forma a placa de ateroma; a presença da placa de ateroma aumenta o risco de infarto e AVC Uma ingestão elevada de gorduras trans aumenta o risco de acidente vascular cerebral (AVC) em mulheres. Esta é a conclusão principal de um estudo que incluiu mais de 87 mil mulheres menopausadas. Os autores do estudo foram os pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos. As mulheres que consumiram as maiores quantidade de gorduras trans apresentaram um aumento de 39% no risco relativo de um AVC, quando comparadas com aquelas que consumiram as menores quantidades. O risco relativo de AVC entre as mulheres que consumiram grandes quantidades de gorduras trans foi ainda maior entre aquelas que não eram usuárias de aspirina, ou

REPLACE OMS: Guia para eliminar gorduras trans industriais

Imagem
OMS divulga plano para eliminar gorduras trans produzidas industrialmente do suprimento global de alimentos A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta segunda-feira (14) o REPLACE, guia com um passo-a-passo para eliminar do suprimento global de alimentos os ácidos graxos trans produzidos industrialmente . A eliminação das gorduras trans* é fundamental para proteger a saúde e salvar vidas. A OMS estima que, a cada ano, a ingestão de gordura trans leva a mais de 500 mil mortes de pessoas com doenças cardiovasculares. As gorduras trans produzidas industrialmente estão contidas em gorduras vegetais hidrogenadas, como margarina e manteiga ghee, e estão frequentemente presentes em salgadinhos, alimentos assados e frituras. Os fabricantes costumam usá-las, pois têm uma vida útil mais longa do que outras gorduras . No entanto, alternativas mais saudáveis podem ser usadas, não afetando o sabor ou o custo dos alimentos. "A OMS pede aos governos que usem o pacote de ação R

O que é gordura trans?

Imagem
O que é trans... O sufixo tão temido das gorduras? As chamadas gorduras trans? Trans é um prefixo que dá ideia de 'depois' ou 'através de' O que é gordura trans? Gordura trans é o nome dado à gordura vegetal que passou por um processo de hidrogenação natural ou industrial [ou seja, era um óleo vegetal e o processo "trans" (depois) a transformou em gordura vegetal sólida. Ou seja, essa gordura recebeu carga extra de hidrogênios, seja por processos que ocorrem na natureza seja na industrialização. bolachas recheadas contêm gorduras trans| foto . Na natureza há pequenas quantidades encontradas na carne e no leite, mas a grande maioria da gordura trans presentes em nossa alimentação vem de produtos industrializados. Note a gravidade do que acabei de escrever. Não é "natural" para o organismo do ser humano digerir gorduras trans, no entanto a gente o faz sempre que ingere bolachas doces recheadas, por exemplo. A gordura vegetal hidrogenad

Gordura trans faz mal: dicas para não consumir por engano

Imagem
Uma estratégia da indústria de alimentação pode levar o consumidor a cometer enganos, inclusive quanto ao consumo de gorduras trans faz mal ao organismo . Por isso, é preciso estar atento aos rótulos dos produtos. A gordura trans é tão prejudicial ao organismo que vai entrar na lista de produtos “não reconhecidos como seguros para saúde” da agência sanitária dos Estados Unidas (FDA). Mas por quê? Estima-se que, com esta medida, sejam evitados 20 mil infartos e 7 mil mortes por doenças do coração a cada ano nos Estados Unidos. Analisando esses números fica mais fácil dimensionar o quanto a gordura trans faz mal ao organismo. Gordura trans faz mal A professora Luciana Setaro, do curso de Nutrição da Anhembi Morumbi, integrante da rede de universidades Laureate, afirma que: “A gordura trans é produzida pelo processo de hidrogenação. Por isso, o consumo contribui para o aumento do LDL (colesterol ruim) e diminuição do HDL (colesterol bom) no sangue. Ela também provoca o a

O prato mais calórico dos EUA tem 1300 calorias e 33 g de gordura trans

Imagem
A refeição composta por peixe frito e anéis de cebola do restaurante Long John Silver's, chamada Big Catch, foi considerada a pior dos Estados Unidos por um centro de estudos de nutrição e saúde pública, o Centro para a Ciência no Interesse Público (CSPI). O prato mais calórico dos EUA (do restaurante Long John Silver's, o prato é chamado Big Catch) Este artigo foi arquivado nas categorias: alimentação , gorduras trans . 1. Confira os números NEGATIVOS desse prato: 33 g de gordura trans,  19 g de gorduras saturadas,  1.320 calorias,  3.700 miligramas de sódio.  "A composição é um prato cheio para o entupimento de artérias, segundo o Centro." 2. E como deveria ser o prato saudável? A American Heart Association recomenda o consumo de, no máximo, 2 g de gordura trans por dia, no entanto, a refeição tem 16 vezes mais a quantidade recomendada e o dobro do considerado o pior prato do KFC, que tinha 15 g de gordura trans antes de uma ação judicia

Gordura trans e o leite materno

Apesar do leite materno ser o alimento ideal para bebês a qualidade do mesmo é influenciada pela dieta da mãe. Uma pesquisa da  Universidade da Georgia  apontou que bebês amamentados por mães que consomem mais do que 4,5 gramas de  gordura trans  ao dia, têm duas vezes mais riscos de ganharem peso sob a forma de gordura em excesso. Além disso, estas mães também tem um maior risco 6 vezes maior de acumularem gordura independentemente do peso pré-gestacional.