Postagens

Mostrando postagens com o rótulo música faz bem

Músicas negativas sobre velhice prejudicam saúde de idosos

Imagem
As referências “perder o cabelo” e “definhar” nas canções do Beatles como a clássica When I’m Sixty-Four pode ter um efeito prejudicial sobre a saúde de idosos, segundo pesquisadores. As informações são do site do jornal The Telegraph.

Um trecho da música diz: “quando eu ficar mais velho, perdendo meus cabelos/Daqui a muitos anos/Você ainda irá me mandar presentes no dia dos namorados/Saudações no aniversário, garrafas de vinho?”, e pode ser associada a falta de ser amado na velhice, de acordo com o estudo.


Os pesquisadores disseram que conotações negativas sobre o envelhecimento em canções podem afetar a confiança e a autoestima das pessoas mais velhas, que por sua vez poderia levar a outros problemas de saúde.

>> Leia também: Música faz bem para o coração, está comprovado cientificamente

Enquanto outras músicas como Forever Young e Dusty Springfield Goin' Back, de Bob Dylan, retratam o envelhecimento de forma positiva, a maioria não mostra um bom aspecto sobre essa fase da …

Música faz bem para o coração, está comprovado cientificamente

Imagem
Um estudo da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, comprovou para a Associação Americana do Coração que esse sentimento prazeroso vai além do que imaginávamos, música faz bem para o coração.

► Leia mais na categoria musicoterapia.

E quando escutamos aquelas músicas que mais gostamos elas atuam diretamente sobre a saúde cardíaca.


A pesquisa foi feita com dez voluntários saudáveis e não fumantes. Ele mediram por meio de ultrassom, o diâmetro dos vasos sanguíneos no braço desses voluntários. Um detalhe importante: os participantes tiveram que ficar em um “jejum musical” durante os 15 dias anteriores à medição, isso para intensificar o impacto do estímulo sonoro na hora do experimento.

Assim, eles levaram hits que mais o deixavam felizes e ficaram 30 minutos escutando música. Depois disso, os cientistas observaram um aumento de 26% no calibre dos vasos. Para que se faça um parâmetro, um vídeo com o mesmo tempo de duração provocaram uma dilatação de 19%, audiotapes de relaxamento c…

Músicas que melhoram o sistema imunológico

Imagem
Estamos acostumados a ler sobre alimentos que melhoram o sistema imunológico. A fé e o pensamento positivo também podem fazer maravilhas por nosso sistema de defesa orgânica. Mas que algumas músicas podem melhorar o sistema imunológico, ah, isso é novidade! E é do Japão!

Uma pesquisa revelou que as músicas melhoram o sistema imunológico e diz quais são essas músicas.

A pesquisa, feita com ratos durou 2 anos. O resultado evidenciou que houve ação direta da música nas células T, as quais facilitam, por exemplo, a adaptação em casos de transplantes de órgãos. Após ouvir certos tipos de música o corpo das cobaias tiveram maior capacidade de produzir células T. Os benefícios foram observados no coração, que 'embalados pela música, especialmente pela ópera, o coração bate mais'. O próximo passo é encontrar fórmulas de diminuir os remédios que os transplantados utilizam para evitar rejeição.

As músicas que melhoram o sistema imunológico são: 1- La Traviata
2- músicas de Mozart
3- Enya

Música suave em restaurante diminui consumo calórico

Assim como a música e a iluminação pode influenciar o que os clientes compram, as músicas suaves e e as luzes fracas em um restaurante pode fazer diminuir o consumo de calorias.

É o que revelou um estudo, que diz que luzes fracas e música suave em fast foods pode ajudar os clientes desfrutarem da sua refeição mais e comer menos, de acordo com um estudo realizado nos EUA.



Após transformar parte de um restaurante fast food, em Illinois, em um ambiente música e iluminação mais suaves, os pesquisadores descobriram que os clientes comeram calorias 18 por cento menos do que os outros que comeram na parte não modificada do restaurante.

"Quando nós suavizamos as luzes e a música no restaurante, as pessoas comeram menos e saíram mais satisfeitos e mais felizes",  disse Brian Wansink, professor de marketing e comportamento do consumidor da Universidade de Cornell, em Nova York.

Em um outro estudo publicado na revista Psychological, Wansink e seu co-autor Koert Van Ittersum, do Instit…

Efeito mozart: Música de mozart faz bem à saúde

Imagem
Texto aborda o Efeito Mozart...
No ano em que se comemoram os 250 anos de nascimento do compositor austríaco (texto de 2006), a ciência mostra que continua atenta nos efeitos de sua música sobre a saúde do corpo e da mente.

Tranqüilidade, paz, relaxamento… Ouvir a inebriante música do gênio austríaco desperta sentimentos que não apenas tocam a alma. A obra de Mozart teria também um surpreendente potencial curativo. Para confirmar a suspeita, estudos vêm sendo feitos mundo afora. Um dos mais recentes é o da Universidade Roosevelt, em Chicago, nos Estados Unidos, que contou com 14 voluntários — todos unânimes em relatar sensações semelhantes às descritas acima.

Aplacar a ansiedade — ou mesmo estados depressivos — parece ser um efeito instantâneo, reconhecido até por quem tem como ofício lidar com distúrbios da mente. A psiquiatra Rita de Cássia Reis Ferreira, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, sempre recorre aos CDs do compositor como recurso terapêutico e…

Música previne surdez na velhice

Imagem
As virtudes da música e seus efeitos benéficos sobre nós já os conhecemos, ajudando a melhorar a comunicação, a recuperar o bom humor, para relaxar e até mesmo aumentar a sua capacidade de aprender.

Mas um novo estudo realizado nos EUA, disse que a música também é capaz de aliviar os males da velhice, sobretudo os ligados à audição. Paradoxal, você diz e é o que parece. De acordo com cientistas aprender a tocar um instrumento permite às pessoas uma melhor capacidade de ouvir, mesmo no meio do ruído mais insuportável.


A estimulação de partes do cérebro que são ativadas com a música, com a vinda de idade pode ter uma formação de mais memória auditiva e uma maior capacidade de lidar com a diminuição fisiológica da audição. A perda da capacidade de interagir, devido a audição reduzida, aliás, é uma das razões que podem afetar negativamente as relações sociais de pessoas mais velhas.

Aqueles que estudam música e treinam sua sensibilidade musical ao longo dos anos serão capazes não só de m…