Postagens

Mostrando postagens com o rótulo medicamentos de referência

Consulta pública sobre medicamentos de referência

Imagem
Participe de consulta sobre medicamentos de referência

Ainda está aberta a Consulta Pública 392/2017, que discute a alteração de um artigo da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 35/2012. O artigo fala sobre os critérios de indicação, inclusão e exclusão de medicamentos na Lista de Medicamentos de Referência.



A alteração propõe, entre outras medidas, a disponibilização de medicamentos de referência às empresas interessadas em desenvolver genéricos ou similares, pelos centros de equivalência farmacêutica e pelos centros de bioequivalência/biodisponibilidade relativa certificados para a realização dos estudos, por meio de um distribuidor/estabelecimento comercial autorizado. Leia a Consulta Pública na íntegra.

Com o título “Proposta de Estabelecimento de Procedimentos Utilizados nos Casos de Medicamentos de Referência Indisponíveis para Comercialização em Território Nacional”, a Consulta fica aberta até o próximo dia 1º de novembro.

Para contribuir com a discussão, preencha o formulá…

Da Anvisa: Segurança de Medicamentos Genéricos no Brasil

Imagem
Nota à imprensa sobre medicamentos genéricos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu do Centro de Estudos e Desenvolvimento Analítico Farmacêutico (CEDAFAR) da Universidade Federal de Minas Gerais, no último dia 11, resultados de testes de equivalência farmacêutica realizados, a pedido do programa Fantástico da TV Globo, em quinze medicamentos genéricos com os seguintes princípios ativos:

dipirona monossódica, losartana potássica e sildelafila. Mesmo esses testes tendo sido realizados sem o cumprimento dos requerimentos técnicos e regulatórios para uma apropriada análise fiscal, visto que o CEDAFAR não é credenciado para esse tipo de teste, sendo apenas habilitado para testes visando o processo de registro, a Anvisa analisou os resultados e informa que:


1 - Todos os lotes de medicamentos com os princípios ativos sildelafila (duas amostras) e losartana potássica (oito amostras) estavam em condições sanitárias satisfatórias, ou seja, dentro dos padrões esperados. Os …

Qual a diferença entre medicamentos genéricos, similares, similares intercambiáveis e referência

Imagem
Entenda as diferenças entre os variados tipos de medicamentos: genéricos, similares e de referência.

É comum encontrar consumidores com dúvidas quando o farmacêutico sugere algum medicamento genérico no lugar do medicamento de referência. Genéricos e similares ainda geram insegurança, na maioria dos casos, por desconhecimento de suas características. Cabe lembrar que apenas o farmacêutico (e não os balconistas) podem sugerir a troca por genérico ou similar intercambiável (nunca por similar comum! pois estes não são intercambiáveis* com os de referência). Obviamente, tal troca só pode ser realizada se não houver manifestação contrária escrita pelo médico na receita.

Leia também: Interações medicamentosas com alimentos e com medicamentos.


Para entender melhor a frase acima, precisamos saber qual a diferença entre medicamentos genéricos, similares e referência.


Qual a diferença entre medicamentos genéricos, similares, similares intercambiáveis e referência


O que são medicamentos de referênc…

Genéricos são mais baratos em 55% em média

Imagem
Consumidor continua economizando e muito na compra de genéricos.

Pesquisa do Procon-SP mostra que os preços desses medicamentos são, em média, 55% mais baratos do que os de referência*.

Os genéricos já detém mais de 27% do mercado brasileiro de medicamentos. Só nos 3 primeiros meses deste ano, foram consumidas 176 milhões e meio de unidades, totalizando quase 3 bilhões de reais em vendas.
Genéricos são mais baratos em 55%
A maior diferença de preço foi encontrada no medicamento Paracetamol gotas, de 200 miligramas. O frasco de 15 mililitros custava 89 centavos em um estabelecimento e 10 reais e 94 centavos em outro, ambos na capital paulista.

* Saiba a diferença entre os medicamentos de referência, genéricos e similares, e entenda porque os similares podem ser mais baratos (mas não tão eficazes que os outros).
Para evitar esse tipo de abuso praticado no mercado, o Procon orienta que o consumidor deve sempre pesquisar.


Medicamentos genéricos, de referência e similares; diferenças

Imagem
Medicamentos genéricos, similares e de referência: Você sabe a diferença?Medicamentos genéricos, similares, de referência, manipulados, fitoterápicos e homeopáticos. Diferenças que podem afetar a sua saúde.



A prescrição de um medicamento é responsabilidade do médico após uma avaliação diagnóstica adequada. Mas é sua responsabilidade a compra e o uso consciente do medicamento.
Para esclarecer dúvidas comuns sobre medicamentos, principalmente a questão dos medicamentos genéricos, foi criado este guia utilizando as resoluções mais recentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).



O que são medicamentos de referência ou de marca? São, normalmente, medicamentos inovadores, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente, por ocasião do registro junto ao Ministério da Saúde, através da Anvisa. São os medicamentos que, geralmente, se encontram há bastante tempo no mercado e têm uma marca comercial conhecida.

Os medicamentos de referência são produtos de an…