Postagens

Mostrando postagens com o rótulo medicamentos suspensos

3 medicamentos têm lotes suspensos e interditados

Confira os três medicamentos que tiveram lotes suspensos e interditados

A Anvisa publicou nesta segunda-feira (26/2) a suspensão de dois lotes de medicamentos e a interdição cautelar de um terceiro produto. Todos os casos foram motivados pelos resultados insatisfatórios identificados no controle de qualidade dos produtos.

O Somaflex e o Unasyn tiveram um lote suspenso cada. O genérico Cloridrato de Propranolol sofreu interdição cautelar também em um lote.

Somaflex (diclofenaco sódico) da EMS
Foi determinada a suspensão do lote 917278 do medicamento Somaflex (diclofenaco sódico) 100 mg, comprimido revestido, fabricado pela empresa EMS. Sigma Pharma Ltda. Conforme Laudo de Análise Fiscal emitido pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, o lote 917278, com validade 11/2018, apresentou resultado insatisfatório para a análise de aspecto.

Unasyn (sulbactam sódico + ampicilina sódica) da Wyeth
O medicamento Unasyn, sulbactam sódico + ampicilina sódica, pó para solução injetável, 1,0 G + 2,0 G…

Da Anvisa - medicamentos suspensos: Amoxil BD, paracetamol...

Imagem
...e outros medicamentos são suspensos. Entenda

A Anvisa suspendeu lotes de três medicamentos de diferentes laboratórios por problemas de qualidade e fabricação. Os medicamentos de certos lotes suspensos são:

Paracetamol solução oral, 200mg/mL – lote 0130/16 (validade 03/2018) – Fabricante Hipolabor Farmacêutica LtdaAmoxil BD (amoxicilina tri-idratada) 200 MG/5 ML Pó e 400 MG/5 ML Pó – Fabricante Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S/A – Vendido pela Glaxosmithkline Brasil LtdaSulfametoxazol + Trimetoprima 800 + 160 mg – Fabricante Prati Donadduzzi & Cia Ltda

Paracetamol - Hipolabor Farmacêutica
Somente o lote 0130/16 do laboratório Hipolabor Farmacêutica Ltda está suspenso.

Todos os demais lotes dessa empresa e de outros fabricantes estão liberados e podem continuar a ser utilizados.

Por que?
O medicamento foi suspenso depois que o Laboratório Central de Saúde do Governo de Santa Catarina identificou um material sólido na solução que deveria ser totalmente líquida.

O caso fo…

Anvisa alerta sobre boato de 17 anos a respeito de uma substância

Imagem
Boatos sobre a substância Fenilpropanolamina voltaram a circular em redes socais e em aplicativos de troca de mensagens

Uma corrente nas redes sociais sobre a fenilpropanolamina voltou a circular em aplicativos de troca de mensagens como o Whatsapp.

O texto traz a informação de que a substância chamada fenilpropalamina, suspensa pela Anvisa em 2000, por meio da Resolução RDC 96/2000, ainda está presente em 22 medicamentos.


A mensagem chega a orientar as pessoas a suspenderem o uso dos produtos, em sua maioria destinados ao tratamento dos sintomas da gripe. No entanto, tudo não passa de um boato. Há 17 anos a fenilpropanolamina não existe mais no mercado nacional.



Verdade sobre a Fenilpropanolamina
A substância era utilizada em alguns medicamentos disponíveis no mercado, mas foi banida do Brasil e no restante do mundo há quase 17 anos.

Na época, este ingrediente foi retirado do mercado depois que o Food and Drug Administration (FDA), agência de medicamentos dos Estados Unidos, constatou…

Da Anvisa: lotes de medicamentos suspensos (Roche e Halex Istar)

Imagem
Roche solicita suspensão de lote de medicamento para melanoma

A empresa Roche** Químicos e Farmacêuticos comunicou falha na produção de unidade do medicamento Cotellic. Venda e uso do lote identificado estão suspensos.

A Anvisa suspendeu o comércio do lote B1009M8 do medicamento Cotellic (hemifumarato de cobimetinibe), fabricado pela empresa Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A.


Além da suspensão do comércio do lote, a Agência Sanitária determinou, ainda, a suspensão do uso do lote para o tratamento de melanoma positivo para mutações BRAF V600 irressecável ou metastático.

Um "único comprimido" apresentou falha
Segundo um comunicado enviado pela empresa Roche, uma unidade de comprimido apresentou falha técnica durante produção. Um comprimido revestido de 20 mg foi identificado com aproximadamente 40% acima do peso em relação à sua especificação original.

** Comentário Saúde com Ciência: Uma empresa séria age dessa forma. Um "único comprimido" teve uma falha nã…

Da Anvisa: suspensos 124 lotes de medicamentos de indústria farmacêutica

Imagem
Suspensos 124 lotes de medicamentos da Brainfarma. Confira a lista!

Enquanto comunico a decisão da Anvisa já informo que foi a própria empresa que solicitou a retirada espontânea dos medicamentos do mercado. Ou seja, a Brainfarma mostrou seriedade ao tomar tal atitude e isso merece ser destacado.

➤ Leia também: Regras para vender (e comprar) remédios para emagrecer

A Anvisa determinou nesta terça-feira (3/1) a suspensão da distribuição, comércio e uso de 124 lotes de diferentes medicamentos da Brainfarma S/A. A própria empresa emitiu um comunicado de recolhimento voluntário dos produtos. Dentre os medicamentos destacam-se alguns muito conhecidos, como o Biotônico Fontoura, Bisuisan, Doril Enxaqueca, Polaramine, entre outros.

Com isso os medicamentos dos lotes suspensos não podem ser comercializados ou utilizados. Se você tem alguns destes medicamentos em casa, confira o lote com o informado, ok?

➤ Leia também: Regras para bronzeadores

Confira a lista de produtos e lotes na tabela abai…

Remédio contra gases, Mylicon, tem lotes suspensos pela Anvisa

Imagem
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da venda e distribuição de cinco lotes do remédio antigases Mylicon 75 mg/mL por um problema no gotejador do frasco. A decisão foi publicada no Diário oficial da União, nesta quinta-feira (4).

O remédio é indicado para o alívio dos sintomas do excesso de gases no trato digestivo. O problema no gotejador, por exemplo, poderia levar um paciente a ingerir uma quantidade do medicamento maior do que a necessária, de acordo com a Anvisa.

Menos mal...
A empresa esclarece, entretanto, que o princípio ativo do Mylicon não é absorvido pelo organismo e que não são esperadas reações adversas associadas à ingestão de uma dose maior que a recomendada.

Este artigo foi arquivado nas categorias: medicamentos, notícias Anvisa.
Além da suspensão da venda, os lotes PNL045, PNL046, PNL111, PNL132 e PPL001 da droga também devem ser recolhidos, diz a agência. A resolução entra em vigor a partir da publicação no Diário Oficial, porta…