Postagens

Mostrando postagens com o rótulo memória

Fazer exercícios após estudos ajuda a memória

Imagem
Realizar atividades físicas após estudos ajuda na memorização, afirma neurologista

Quem pensava que atividade física era benéfica somente para manter uma boa aparência vai se surpreender com uma pesquisa holandesa que estudou a relação entre memória e atividades aeróbicas.

Os autores do trabalho que foi publicado na edição de junho da revista Current Biology, acreditam que fazer exercícios após estudos melhora a memória, ou seja, exercícios físicos ajudam o cérebro a guardar as informações por mais tempo, em função das reações químicas impulsionadas pela movimentação do corpo.

A Dra. Bruna Mendonça, neurologista do Hospital Santa Luzia, em Brasília, explica que atividades físicas são responsáveis por ativar o hipocampo, região extremamente importante para memória, além de liberar neurotransmissores do grupo catecolamina (dopamina, adrenalina, e noradrenalina).

“Também é uma forma de ativar os endocanabinóides, que são responsáveis pela atividade anti-inflamatória cerebral. Dessa form…

Dicas para ter boa memória

Imagem
Todo mundo sonha saber como ter boa memória para não esquecer do mais complexo ao trivial, ainda mais estudantes em final de semestre. Para isso, porém, é necessário esforço e mudanças comportamentais.

Dicas para ter boa memória
1. Dormir mais e com qualidade:
Algumas ondas cerebrais produzidas enquanto dormimos possuem papel fundamental no armazenamento da memória, ou seja, elas ajudam a transferir dados do hipocampo ao cortex pré-frontal - região do cérebro onde a memória de longo prazo é estocada. A constatação é de pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Berkeley, num dos primeiros estudos que comprovam a relação. Conclusão: dormir com qualidade é essencial para evitar esquecimentos.


2. Controlar o estresse e a ansiedade:
O hormônio cortisol, de acordo com a neurociência, apaga as lembranças de curto prazo. Trata-se de uma reação fisiológica do organismo em resposta ao momento de estresse: o cortisol apaga a memória recente para que nos concentremos na situação impactante vi…

Criado implante que "manipula a memória"

Sonho ou pesadelo? Cientistas desenvolvem implante cerebral capaz de manipular a memória...

Do UOL

A notícia divulgada na última recentemente de que os cientistas desenvolveram um implante cerebral que pode aumentar a memória -- uma "prótese cognitiva cerebral", no jargão médico -- pode ser espantosa até mesmo para os céticos.... - Continue lendo

Você sabia?
O amendoim contém niacina (vitamina B3) que participa da manutenção de substâncias químicas nervosas e hormônios que regulam a memória. [Benefícios do amendoim torrado]

➤➤Leia também: Dicas para ter Boa Memória.

Mulher com quadril largo tem perda de memória após menopausa

Pesquisadores da faculdade de medicina da Northwestern University, em Chicago, sugeriram que o formato do corpo da mulher pode influenciar o desempenho de sua memória após a menopausa.
Eles notaram que mulheres com gordura acumulada na barriga tiveram um desempenho melhor em testes de raciocínio do que mulheres com formato em corpo de pera, ou seja, com cinturas menores e quadris largos - ou seja, com mais gordura acumulada nos quadris. Os pesquisadores dizem acreditar que a gordura na barriga conserva uma quantidade maior do hormônio feminino estrogênio, cuja produção pelo corpo diminui após a menopausa. Acredita-se que o hormônio ajude a proteger o cérebro da degeneração da atividade cognitiva. Hormônio O estudo analisou 8.745 mulheres que já passaram pela menopausa, com idades entre 65 e 79 anos de idade. Elas completaram um teste de memória que os cientistas usaram para analisar a atividade cerebral. As mulheres com corpos em formato de pera tiveram um desempenho especialmente frac…

Implante cerebral para Mal de Alzheimer e problemas de memória

Implante cerebral para restaurar memória é desenvolvido pelos EUA. Pesquisa poderá ajudar milhões de pessoas com Mal de Alzheimer. Soldados com lesões cerebrais graves também poderão se beneficiar.

A Agência de Investigação de Projetos Avançados de Defesa (DARPA) desenvolve um plano de quatro anos para construir um sofisticado estimulador de memória. Se tiver sucesso, a pesquisa beneficiará milhões de pessoas acometidas com o Mal de Alzheimer, para citar apenas um exemplo.

+ sobre saúde mental.

O projeto faz parte de um investimento de US$ 100 milhões concedido pelo presidente Barack Obama, que visa fomentar pesquisas de aprofundamento na compreensão do cérebro humano.

A ciência nunca tentou tal façanha antes, e o tema levanta inúmeros questionamentos éticos, como por exemplo se a mente humana pode ser manipulada com o intuito de controlar feridas de guerra ou o envelhecimento do cérebro.

+ sobre Alzheimer.

Assim como quem sofre de demência, as pesquisas poderão ajudar os cerca de 300 mi…

Aprender inglês dormindo é possível, afirma pesquisa

Imagem
Você certamente já ouviu falar em cursos de inglês que podem ser aprendidos enquanto dormimos, e que basta dormir ouvindo com o som ligado no áudio da aula. Uma pesquisa recente descobriu que este método ensino funciona mesmo.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, descobriu que é possível aprender inglês dormindo.


O estudo revelou que dormir escutando a gravações de revisões do tema da prova pode ajudar a melhorar a memória. Os pesquisadores acreditam que a técnica também pode ajudar pessoas estudando línguas estrangeiras ou atores tentando aprender as falas.

A descoberta se soma a várias outras evidências que as pessoas consolidam memórias enquanto dormem, e que isso pode influenciar quais lembranças podemos manter.

Para esta pesquisa, os cientistas realizaram experimentos com um grupo de voluntários que tinham que observar 50 objetos, inclusive um gato e uma chaleira, que estavam localizados em lugares específicos em uma tela de computador…

Proteína apaga lembranças tristes

Lembranças dolorosas podem ser apagadas.

Uma proteína, normalmente presente em uma zona precisa do nosso cérebro, a amígdala é responsável - em parte - pelas más recordações.



De acordo com pesquisadores dos EUA, ao retirar essa proteína dos neurônios, seriam enfraqueceidos os laços com as memórias(lembranças) tristes, eliminando até mesmo a emoção causada pelo momento.

Os cientistas estão procurando, agora as drogas que são capazes de implementar esse mecanismo de ação sobre as lembranças tristes.

Ler mais sobre Saúde Mental

Sonhos e sua função na memória

Vários experimentos demonstram que o sono é importante para a consolidação da memória e aprendizagem. Agora, um novo estudo indica o papel dos sonhos nesses importantes processos cognitivos e de fixação das memórias.

Coordenado por pesquisadores do Beth Israel Deaconess Medical Center, nos Estados Unidos, os resultados do trabalho indicam que os sonhos podem ser a forma que o cérebro adormecido tem de dizer que está ocupado em pleno trabalho de consolidação da memória.



A pesquisa foi publicada na edição on-line da revista Current Biology.

Para que servem os sonhos
"O que nos deixou entusiasmados é que, após quase um século de debates sobre a função dos sonhos, esse estudo mostrou que os sonhos são a maneira de o cérebro processar, integrar e realmente compreender novas informações", disse Robert Stickgold, um dos autores do estudo. "Os sonhos são uma clara indicação de que o cérebro adormecido está trabalhando com memórias em múltiplos níveis, incluindo formas que terã…