Postagens

Mostrando postagens com o rótulo novos medicamentos

Novo medicamento para artrite reumatoide, upadacitinibe, está em fase final de testes

O upadacitinibe (Rinvoq™), um inibidor da Janus quinase 1 (JAK-1) administrado por via oral, está sendo desenvolvido pela AbbVie para o tratamento da artrite reumatóide.

Em agosto de 2019, com base em resultados positivos de estudos multinacionais de fase III conduzidos em pacientes com artrite reumatóide, o upadacitinib recebeu aprovação para ser comercializado nos EUA para o tratamento da artrite reumatóide moderada a severa que não respondem ou têm intolerância ao metotrexato.

Este artigo resume os marcos no desenvolvimento do upadacitinibe, levando a essa primeira aprovação para o tratamento da artrite reumatóide.

Dados sobre o upadacitinibe (Rinvoq™)A eficácia, segurança e a tolerabilidade do upadacitinibe para artrite reumatoide foram estudadas em cinco estudos de fase 3 do programa SELECT. Os estudos envolveram uma variedade de pacientes com AR, incluindo aqueles que apresentaram falha no tratamento ou eram intolerantes a medicamentos antirreumáticos modificadores da doença biol…

Novos medicamentos para psoríase

Aprovados pela Anvisa dois novos medicamentos para psoríase

O tratamento para a doença terá mais duas opções de medicamentos para psoríase no mercado brasileiro. confira!

Medicamento para psoríase - Tremfya (guselcumabe)
O guselcumabe, cujo nome comercial é Tremfya, da Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda, é um produto biológico novo indicado para tratamento de adultos com psoríase em placas (lesões secas e com escamas na pele) em estágios de moderado a grave.

O uso do medicamento é indicado para pessoas que são candidatas à terapia sistêmica ou fototerapia.

Medicamento para psoríase - Otezla (apremilaste)
Outro produto que fará parte do rol de opções terapêuticas para a psoríase é o Otezla (apremilaste), da Celgene Brasil Produtos Farmacêuticos Ltda, um medicamento sintético novo, destinado ao tratamento da psoríase crônica em placas, moderada a grave.

É indicado para pacientes adultos que não responderam, têm contraindicação ou são intolerantes a outras terapias sistêmicas ou fototerapi…

Registrados medicamentos para doença autoimune e câncer

Imagem
Novos produtos biológicos vão ajudar pacientes com mieloma, câncer de mama e gástrico. Dois novos biossimilares também foram registrados

A Anvisa publicou no Diário Oficial da União o registro de quatro novos medicamentos. Dentre eles, dois são medicamentos biológicos novos e dois são biossimilares.

O Empliciti (elotuzumabe) é o primeiro da classe dos anticorpos monoclonais IgG1 imunoestimulatórios humanizados. Eles atacam a proteína SLAMF7, altamente presente em células de mieloma (independente de anormalidades citogenéticas), e também em células natural killer (células do sistema imune que matam as células infectadas, as mal formadas e as células tumorais).


A atividade imunoestimulatória deste medicamento biológico em combinação com outras drogas traduz-se em aumento de sobrevida, com duração de resposta prolongada para pacientes previamente tratados que apresentem recorrência ou sejam refratários a tratamentos anteriores para mieloma múltiplo.

Doenças autoimunes
O segundo biológico…

4 novos medicamentos para o câncer são aprovados

Imagem
Aprovada lenalidomida e mais 3 tratamentos para câncer

Novos medicamentos aprovados pela Anvisa ampliam opções para tratar diferentes tipo de câncer. Os fármacos são a lenalidomida, o durvalumabe, o olaratumabe e o netupitanto associado com a palonosetrona.

Os produtos são inéditos no país e ampliam as variedade para o tratamento de diferentes tipos de câncer. Os novos medicamentos para o câncer chegarão ao mercado de acordo com a programação de cada fabricante.

Confira a seguir os novos tratamentos para o câncer aprovados pela Anvisa, indicações e características.

Os novos medicamentos para o câncer

Revlimid® (Lenalidomida)
O medicamento é indicado, em combinação com a dexametasona, para o tratamento de pacientes com mieloma múltiplo refratário ou recidivado que já tenham recebido pelo menos um tratamento anterior. A lenalidomida também é indicada para pacientes com anemia dependente de transfusões decorrentes de síndrome mielodisplásica.

O Revlimid foi registrado na forma de cápsulas …

Novos medicamentos para enxaqueca: 2 medicamentos 'específicos' para enxaqueca serão lançados

Imagem
Quem tem enxaqueca sabe que não existem (até a data da publicação desta matéria) medicamentos para enxaqueca desenvolvidos especialmente para tratá-la. O que se usa é uma combinação de analgésicos, anticonvulsionantes, anti-hipertensivos e antidepressivos e outros tratamentos que tratam a dor, mas principalmente, evitam novas crises enxaqueca.

Mas isso está prestes a mudar. Está para ser lançado dois novos medicamentos para enxaqueca, para tratarem ESPECIFICAMENTE o problema -- diminuindo dores e prevenindo novas crises.


Uma nova classe de drogas contra a enxaqueca mostrou resultados promissores em dois estudos publicados recentemente no “The New England Journal of Medicine” (NEJM). Trata-se do primeiro tratamento desenvolvido para prevenir enxaqueca.

Leia também: 14 Alimentos para aliviar a enxaqueca e prevenir novas crises

Os dois novos medicamentos para enxaqueca
ErunumabeA pesquisa foi feita com 955 pessoas:319 recebeu 140 mg: 50% ou mais relatou diminuição no número médio de dias…

Esquizofrenia e depressão bipolar têm novo medicamento: Latuda

Medicamento antipsicótico aprovado pela Anvisa deve ser nova alternativa de tratamento para pacientes com esquizofrenia e depressão associadas ao transtorno bipolar.

Um medicamento inédito para a esquizofrenia e depressão associadas ao transtorno bipolar recebeu registro da Anvisa.

O novo produto é o Latuda (cloridrato de lurasidona), um antipsicótico que deve ser comercializado em comprimidos de 20 mg, 40 mg e 80 mg, em embalagens de 7, 14, 30 ou 60 comprimidos.



O novo produto traz algumas melhorias para o paciente como a baixa alteração do perfil metabólico, o que significa menor ganho de peso e alterações limitadas no perfil de gorduras e glicose do organismo.

Como se trata de um antipsicótico, a lurasidona foi enquadrada na categoria de medicamentos controlados e sua venda será feita somente com receita especial em duas vias.

O medicamento já havia sido aprovado na Europa e nos EUA. O registro foi publicado na última segunda-feira (16/10).

Nova imunoglobulina para terapia de reposição é aprovada

Aprovada nova imunoglobulina para terapia de reposição. Medicamento é uma preparação de imunoglobulina humana a da enzima hialuronidase humana recombinante, usado para melhorar a dispersão e absorção da imunoglobulina humana sob a pele.

Da Anvisa

Foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (25/9) o registro do Hyqvia® (imunoglobulina G + hialuronidase). O produto foi registrado como produto biológico novo, de acordo com a Resolução-RDC n° 55, de 16 de dezembro de 2010.

Hyqvia® é composto de uma preparação de imunoglobulina humana a 10% acompanhada pela enzima hialuronidase humana recombinante, utilizado para melhorar a dispersão e absorção da imunoglobulina humana sob a pele.

Indicações terapêuticas do Hyqvia (imunoglobulina G + hialuronidase)
O produto Hyqvia® (imunoglobulina G + hialuronidase) foi aprovado para utilização na terapia de reposição em adultos nos seguintes casos:

Síndromes de imunodeficiência primária com produção de anticorpos alteradaHipogamaglobuline…

Estudo com 'anticorpo oncológico' ganha novo incentivo com parceria entre marcas

Imagem
Merck e Angiex unidas para acelerar a disponibilidade clínica de nova terapia com anticorpo oncológico

A Merck, uma companhia líder de ciência e tecnologia, anunciou hoje uma nova colaboração com a Angiex, Inc., de Cambridge, Massachusetts, EUA, para apoiar a habilidade da nova companhia de biotecnologia para acelerar seu principal medicamento oncológico candidato, um anticorpo oncológico, para uso clínico.

A Angiex está desenvolvendo uma terapia com conjugado de anticorpo-medicamento (ADC - antibody-drug conjugate) para o câncer contra um objetivo vascular, TM4SF1.


A colaboração com a Angiex é o primeiro projeto a ser realizado no novo centro de desenvolvimento biológico da Merck em Massachusetts, EUA. A Merck dará acesso à Angiex às ferramentas de desenvolvimento completo do processo, programas educacionais e treinamento para apoiar seu sucesso.

"As companhias se beneficiam de nossa especialização e experiência no desenvolvimento de processos de fabricação com boas práticas de …

Spinraza: novo medicamento beneficia neurônios da coluna de pacientes com AME

Imagem
Anvisa concede registro ao medicamento Spinraza

Chega ao mercado brasileiro uma esperança para pessoas acometidas pela Atrofia Muscular Espinhal 5q (AME), doença que ataca o sistema nervoso até o ponto de o paciente não conseguir se mover ou mesmo respirar e que atinge um em cada dez mil bebês nascidos.

A Anvisa publicou na segunda-feira (28/8) o registro do medicamento novo SPINRAZA® (nusinersena), na forma farmacêutica solução injetável e concentração de 2,4 mg/mL. Dessa forma, o Spinraza poderá ser comercializado no Brasil. A decisão será publicada no Diário Oficial da União (DOU).


O medicamento é indicado para o tratamento de pacientes com AME, doença rara neuromuscular autossômica recessiva de prognóstico adverso, caracterizada pela degeneração de neurônios motores da coluna vertebral e sem opções terapêuticas disponíveis no Brasil.

O Spinraza é fabricado pelas empresas Vetter Pharma - Fertigung GmbH & Co. KG (Alemanha) e Patheon Itália S.PA (Itália). A detentora do registro …

Medicamentos para câncer e hemorragias aprovados

Imagem
Dois medicamentos biológicos novos que ainda não existiam no Brasil foram liberados pela Anvisa, o Blincyto (blinatumomabe) e o Praxbind (idarucizumabe).

A Anvisa liberou, nesta segunda-feira (17/4), o registro de dois novos medicamentos que ainda não existiam no Brasil. O Blincyto (blinatumomabe) e o Praxbind (idarucizumabe), ambos medicamentos biológicos novos.


O Blincyto foi aprovado para o tratamento de adultos com leucemia linfoblástica aguda (LLA) de linhagem B recidivada ou refratária com cromossomo Philadelphia negativo. A leucemia linfoblástica aguda é um tipo de câncer que ataca as células brancas do organismo, que fazem parte do sistema de defesa do organismo.

Sangramentos não controlados
O segundo medicamento inédito aprovado pela Anvisa é o Praxbind (idarucizumabe). O produto tem como principal função interromper os efeitos anticoagulantes de um outro produto chamado Pradaxa, que é utilizados em cirurgias. Dessa forma o Praxbind evita que pacientes que utilizaram o antic…