Postagens

Mostrando postagens com o rótulo saúde do idoso

Tipos de Disfagia e significado

Imagem
O ato de engolir, ou a "deglutição" é algo tão automático que fazemos praticamente sem pensar.

Mas algumas doenças e à medida que envelhecemos, podemos passar a começar a ter de perceber -- ou fazer certa força -- para engolir, até mesmo a saliva.

Continue lendo e confira:
1. Disfagia significado
2. Tipos de disfagia

Disfagia significado
O significado de disfagia é bem simples, pois é apenas o nome que se dá à dificuldade de deglutir, ou dificuldade de deglutição, ou mesmo "dificuldade de engolir".


Tipos de disfagia
A disfagia pode ser classificada segundo as fases da deglutição, a etiologia e o grau de comprometimento. Vamos a eles?


Tipos de disfagias segundo as fases da deglutição
- Disfagia oral: 

Quando existe comprometimento das fases preparatória oral e oral. Pode estar presente nos casos de dificuldade ou ausência de vedamento labial, problemas durante a mastigação, apraxia oral, paralisia unilateral de língua, entre outros (Macedo et al., 1998).


- Disfagia farí…

Fisioterapia em casa reduz risco de infecções hospitalares

Imagem
Fisioterapia em casa reduz risco de infecções hospitalares.

Com o passar do tempo o avanço da medicina aumenta cada vez mais, assim como de outras áreas da saúde, como é o caso da fisioterapia. Isso porque, os profissionais buscam aprimorar seus serviços e utilizar novos métodos para fazer com que os doentes melhorem do seu quadro e tenham uma vida saudável.


No caso da fisioterapia domiciliar, por exemplo, o tratamento e as sessões são realizados na

própria casa do paciente, o que reduz o risco de infecções hospitalares e ainda traz diversos

benefícios aos pacientes. Outras vantagens que se destacam estão relacionadas à comodidade,

conforto no lar, acompanhamento de familiares durante o processo e redução de custos.


Muitos não sabem, mas a fisioterapia em casa acontece da mesma forma que em uma clínica

de fisioterapia, ou seja, são utilizadas técnicas específicas para cada situação, uso de

ferramentas e aparelhos para estimular a movimentação dos membros, além de outros

discurs…

Músicas negativas sobre velhice prejudicam saúde de idosos

Imagem
As referências “perder o cabelo” e “definhar” nas canções do Beatles como a clássica When I’m Sixty-Four pode ter um efeito prejudicial sobre a saúde de idosos, segundo pesquisadores. As informações são do site do jornal The Telegraph.

Um trecho da música diz: “quando eu ficar mais velho, perdendo meus cabelos/Daqui a muitos anos/Você ainda irá me mandar presentes no dia dos namorados/Saudações no aniversário, garrafas de vinho?”, e pode ser associada a falta de ser amado na velhice, de acordo com o estudo.


Os pesquisadores disseram que conotações negativas sobre o envelhecimento em canções podem afetar a confiança e a autoestima das pessoas mais velhas, que por sua vez poderia levar a outros problemas de saúde.

>> Leia também: Música faz bem para o coração, está comprovado cientificamente

Enquanto outras músicas como Forever Young e Dusty Springfield Goin' Back, de Bob Dylan, retratam o envelhecimento de forma positiva, a maioria não mostra um bom aspecto sobre essa fase da …

Poupar para 'cuidar da saúde' é principal motivo para aposentadoria

Cuidar da saúde é principal motivação dos que se planejam para aposentadoria, mostra estudo do SPC Brasil e CNDL

Um estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) feito apenas com consumidores que se preparam para a aposentadoria revela que ter dinheiro para cuidar da saúde é o que mais motiva a formação desse tipo de reserva financeira, citado por 84% dos entrevistados. De forma geral, entre os que se organizam para a terceira idade, 85% disseram assumir essa tarefa como prioridade em suas vidas.

➤ Confira: Novas opções de moradia para idosos

A pesquisa ainda revela que praticamente todos (96%) os entrevistados acreditam que o brasileiro deveria se organizar para a chegada da terceira idade e, desses, mais de um terço (36%) concorda que as pessoas deveriam pensar em formas alternativas de renda para não depender exclusivamente da Previdência Social. Para outros 35%, é importante se preparar na juventude para não depende…

9 Mitos e Verdades sobre artrose

Imagem
Artrose é uma doença que gera muitas dúvidas nos pacientes, e apenas 42% dos portadores são diagnosticados corretamente. O diagnóstico precoce da doença é fundamental, pois as chances de sucesso no tratamento e a qualidade de vida do paciente aumentam. Confira nove mitos e verdades sobre a artrose, dor crônica que mais atinge os brasileiros.


O diagnóstico tardio ocorre principalmente porque muitas pessoas associam a doença exclusivamente aos idosos. Embora a maioria dos casos se dê na terceira idade, a artrose também pode atingir pessoas mais jovens. Há muita desinformação sobre a doença, o que acaba por deixar dúvidas sobre seus sintomas e incidência.

** Confira 9 mitos e verdades sobre a artrose **
1) Apenas idosos são acometidos pela artrose
MITO - As doenças reumáticas, de uma forma geral, podem afetar pessoas de todas as idades, desde crianças até idosos. Entre as doenças que causam dores crônicas, ela de fato é a que mais atinge as pessoas na terceira idade. Porém, o excesso de so…

Novas opções de moradia para idosos

Imagem
O envelhecimento populacional requer novas opções de moradias...

Você torce o nariz quando pensa ou alguém fala as palavras "asilo" ou "moradia para idosos"? Está na hora de mudar essa atitude.


Com a longevidade aumentando cada vez mais, se faz necessário mais cuidados com os idosos e nem todo mundo tem como abrigar seus entes queridos em casa. Falta estrutura (silêncio, casa adaptada, pessoal para cuidar da pessoa, atenção 24h, etc.).

Por isso, morar em um lar em que haja tudo isso nem sempre significa abandonar um ser amado, muito pelo contrário. Nesses lugares, não só a expectativa como também a qualidade de vida dessas pessoas pode ser muito melhor.



Mas, por favor, não deixe de visitá-los, nem de levá-los para casa aos finais de semana e confraternizações (quando for possível) e para passear. Leia a matéria: O envelhecimento demanda novas opções de moradias.

>> Leia também: Músicas negativas sobre a velhice prejudicam os idosos

#Dia do idoso: Vegetarianismo na terceira idade

Imagem
Vegetarianismo na terceira idade é possível?

A chegada da terceira idade é um período que vem acompanhado de diversas mudanças no organismo. Por conta disso, muitos questionam se as pessoas da melhor idade podem aderir ou até seguir com uma dieta isenta de carne.

Conversamos com a nutricionista Cyntia Maureen, consultora e nutricionista da Superbom, não há motivos para tal preocupação.

Vegetarianismo na terceira idade

“A dieta vegetariana correta [ela disse CORRETA, viu?] fornece todos os nutrientes necessários à saúde de qualquer indivíduo, independente de idade ou de estado físico”, afirma.
Segundo a especialista, a ingestão calórica dos vegetarianos costuma ser menor, mas a maioria das vitaminas e minerais é ingerida em quantidade igual ou maior do que pelos onívoros. “Escolher corretamente os alimentos vegetais é o que faz diferença”, complementa.

Ela destaca que uma dieta vegetal equilibrada e rica em cereais integrais, leguminosas, frutas frescas e sementes supre com propriedade …

Plano de saúde para idoso poderá voltar a sofrer reajustes

Imagem
Relator quer mudar cobertura de planos de saúde e cobrar mais dos idosos

O relator da reforma da Lei dos Planos de Saúde, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), pretende propor o fim do rol mínimo de procedimentos, uma lista de exames, cirurgias e tratamentos que empresas hoje são obrigadas a fornecer a seus usuários.

A ideia é fazer com que a relação, preparada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a cada dois anos para garantir que usuários não tenham acesso apenas a tratamentos obsoletos, passe a ser opcional. Em troca da mensalidade mais barata, o consumidor poderia permanecer com cobertura menos atualizada.

"A lista impacta o custo", defende o deputado. Ele faz questão de dizer que a ideia ainda está em análise, mas defende com entusiasmo o novo formato que, em sua avaliação, privilegia o livre arbítrio do consumidor. "Será que o consumidor quer ter uma órtese mais moderna que custe dez vezes mais do que a oferecida atualmente? E que isso provoque um aument…

Suicídio em Idosos: os com mais de 70 anos se suicidam mais

Imagem
Taxa de suicídio é maior em idosos com mais de 70 anos

Em alusão ao setembro amarelo, mês de conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio, o Ministério da Saúde divulga, nesta quinta-feira (21/9), o primeiro Boletim Epidemiológico de Tentativas e Óbitos por Suicídio no Brasil. Um dos alertas é a alta taxa de suicídio entre idosos com mais de 70 anos.

Entre os idosos foram registradas média de 8,9 mortes por 100 mil nos últimos seis anos. A média nacional é 5,5 por 100 mil. Também chamam atenção o alto índice entre jovens, principalmente homens, e indígenas. O diagnóstico inédito vai orientar a expansão e qualificação da assistência em saúde mental no país.


O Ministério da Saúde, com base nos dados do boletim, lança uma agenda estratégica para atingir meta da Organização Mundial da Saúde (OMS) de redução de 10% dos óbitos por suicídio até 2020. Entre as ações, destacam-se a capacitação de profissionais, orientação para a população e jornalistas, a expansão da rede de a…

Técnica do HCor reduz risco de AVC em idosos

Imagem
Técnica pioneira do HCor reduz risco de AVC em idosos

O Serviço de Hemodinâmica do HCor (Hospital do Coração), é pioneiro e referência no procedimento que tem sido utilizado na prevenção de acidente vascular cerebral (AVC ou derrame) em pacientes idosos portadores de fibrilação atrial (arritmia cardíaca) e que possuem alguma dificuldade ou contraindicação para o uso de anticoagulantes.

➤ Leia também: Cresce incidência de AVC em jovens

A técnica já beneficiou milhares de idosos na Europa e Estados Unidos, sendo um procedimento reconhecido pelo Food and Drug Administration (FDA) americano.


O que é fibrilação atrial?
No Brasil, estima-se que cerca de 2 milhões de pessoas sejam portadores de fibrilação atrial. Ela se apresenta em curtos episódios inesperados, persistentes ou permanentes.

Além de causar sintomas como palpitações, intolerância ao esforço e mesmo insuficiência cardíaca é diretamente responsável por 40% dos fenômenos tromboembólicos (obstrução de vasos por coágulo de sangue), …

Falta de exercícios físicos prejudica mulheres na terceira idade

Imagem
A falta de exercícios físicos afeta o equilíbrio, a agilidade e o reflexo das mulheres com mais de 70 anos.

Isso é o que apontou um estudo inédito da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, feita em parceria com o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs).


Segundo Sandra Matsudo, coordenadora da pesquisa, o resultado do estudo demonstrou que as mulheres sedentárias apresentam mais dificuldades de executarem atividades simples e correm mais risco de adquirir doenças. A prática de atividades físicas, tais como uma caminhada diária de 30 minutos ou até mesmo a utilização de escadas no lugar do elevador, aumenta a qualidade de vida, reforçou a pesquisadora.

O estudo acompanhou cerca de 300 mulheres, com mais de 50 anos, todas sedentárias. Elas foram divididas em dois grupos: um que reunia mulheres entre 50 e 59 anos de idade e outro, mulheres com 70 anos ou mais. Estas mulheres foram submetidas a vários testes físicos, que demonstraram, por e…

Palestra Intervenção Assistida por Cães e Musicoterapia

Imagem
Palestra "Intervenção Assistida por Cães e Musicoterapia, como essas terapias são utilizadas na saúde"

Desde abril, a Unidade Integrativa Santa Mônica realiza o Ciclo de Palestras sobre Saúde, gratuitas, com o objetivo de promover a saúde da sua comunidade.

No próximo dia 22/06, às 19h, acontecerá a palestra "Musicoterapia e Intervenções Assistidas por Cães na Saúde Emocional", que será ministrada por Lilian Bertolo - Psicóloga e Ludmila Poyares, musicoterapeuta. Informações e inscrições gratuitas 11 3045-2228, Rua João Lourenço, 190, Vila Nova Conceição.

Palestra Intervenção Assistida por Cães e Musicoterapia
Musicoterapia na terapêutica
A Musicoterapia trata da utilização terapêutica da música e dos recursos musicais. É uma profissão que exige nível superior de formação. O musicoterapeuta é um profissional tecnicamente capacitado para utilizar os procedimentos e protocolos específicos da área buscando a saúde, bem-estar e qualidade de vida das pessoas.

Segundo a …

Um em cada seis idosos sofrem abusos. Vamos mudar esse quadro?

Imagem
Novo estudo revela que um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso

A população está envelhecendo. Essa é uma expressão que todos já ouviram, mas muitos não a compreendem. Ela significa que menos pessoas estão nascendo e os idosos estão vivendo mais. Com isso, cada vez mais veremos um número maior de pessoas idosas circulando por aí.

Esse fato também propicia uma difícil realidade que só aumenta, a dos idosos que sofrem abusos. Mas o que fazer para mudar esse quadro? Vamos, primeiramente, conhecer uma pesquisa sobre o assunto?


Idosos sofrem abusos, revela estudo
Um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso, afirma novo estudo apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e publicado na Lancet Global Health. Esse número é maior do que o estimado anteriormente e a previsão é de que aumente à medida que as populações envelhecerem em todo o mundo.

O novo estudo descobriu que quase 16% das pessoas com 60 anos ou mais foram submetidas a abusos dos tipos:

abusos psicológicos (11…

Morar em ruas movimentadas pode causar demências como o Alzheimer

Imagem
Você já notou que dois fatores sempre estão presentes em pessoas que passam dos 100 anos? Um deles é não ser obeso, o outro é ser ativo. Um terceiro pode não ser unanimidade, mas acontece na maioria das vezes: morar em zona rural, perto da natureza, sem poluição e barulho de carros e ônibus.

Uma pesquisa vem para corroborar que esse terceiro fator é sim, um elemento importante para determinar o tempo que vamos viver. Confira!


Um estudo publicado no 'The Lancet' calcula que um em cada dez casos de demência (múltiplos déficits cognitivos que incluem comprometimento da memória, como Alzheimer) em pessoas que vivem perto de vias movimentadas pode estar ligado à poluição.

➤ Leia também: Anticorpo aducanumab, que ataca proteína causadora do Alzheimer é descoberto

A pesquisa avaliou cerca de 6,6 milhões de pessoas por pouco mais de uma década e indica que um em dez casos do distúrbio que acomete pessoas que vivem a menos de 50 metros de regiões com muito trânsito pode estar ligado …

Jejum pode prevenir Parkinson e Alzheimer e beneficiar diabéticos

Segundo estudos realizados pelo National Institute on Aging, o jejum pode prevenir Parkinson e Alzheimer, ou seja, fazer jejum por um ou dois dias por semana pode proteger o cérebro contra doenças degenerativas como mal de Parkinson ou de Alzheimer.

“Reduzir o consumo de calorias pode ajudar o cérebro, mas isso não será o bastante para oferecer uma proteção adequada,” disse Mark Mattson, líder do laboratório de neurociências do Instituto, durante o encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência, em Vancouver. E acrescenta:

“É melhor o jejum completo por um dia ou dois dias por semana e comer tudo o que quiser nos outros cinco dias [cuidado com o 'tudo que quiser']. Do ponto de visto psicológico, descobrimos que esse é o melhor sistema.

"Se você sabe que pode comer o que quiser e o tanto que quiser durante cinco dias, será mais fácil ficar sem comer por um ou dois dias,” completou Mattson.

Mas, cuidado, esse não é um jejum extrito
A simples redução do cons…

Hanseníase em idosos: aumentam casos da doença em pessoas com mais de 60 anos

Imagem
Aumentam casos de hanseníase em idosos.
Pesquisador da Fiocruz alerta que a intervenção terapêutica para a tratar a hanseníase recomendada pela OMS não foi pensada para os idosos (população com mais de 60 anos).

O perfil etário dos novos casos de hanseníase em idosos recém-diagnosticados acompanha o envelhecimento da população brasileira. Segundo o Ministério da Saúde, em 2012, 14% dos diagnósticos da doença foram feitos em indivíduos com 60 anos ou mais.


Preocupado com este novo perfil epidemiológico da hanseníase em idosos e não idosos e suas consequências diretas, quer nas apresentações clínicas da doença, quer na evolução ao longo do tratamento e no seu desfecho, o professor José Augusto Nery, com experiência clínica de quase 30 anos no Laboratório de Hanseníase do Instituto Oswaldo Cruz e no Serviço de Dermatologia da Santa Casa do Rio de Janeiro, disse, no 8º Simpósio Brasileiro de Hansenologia, que nos últimos 23 anos, a média da faixa etária dos pacientes acompanhados no Ambul…

O atendimento psicológico ao idoso: benefícios e resultados

Imagem
Recentemente, uma reportagem citou o aumento no número de idosos que vem procurando processos psicoterápicos como forma de ajuda na superação de problemas. Tal fato, por si só já reflete uma mudança na forma como a velhice vem sendo percebida e das possibilidades vivenciais dessa fase.

Na minha experiência no atendimento aos idosos, os motivos que trazem o idoso para o consultório são os mais variados: problemas de relacionamento, episódios depressivos, ansiedade, processos de luto, relacionamento familiar, necessidade de adaptação ou reabilitação diante de uma doença ou condição de dependência, anorexia, dificuldade para perder peso, sexualidade, perdas cognitivas, alcoolismo, aposentadoria, entre muitas outras.



Como qualquer outra fase do desenvolvimento humano, a velhice é um momento que exige mudanças e adaptações, nas quais estão presentes ganhos, perdas, potencialidades e limitações.

Fase que produz no imaginário humano uma série de concepções, fantasias, crenças, imagens, idéi…

Pneumonia: causas, sintomas e tratamentos

Imagem
Escrevi este tutorial sobre a pneumonia, procurando abordar o assunto em forma de perguntas e respostas para facilitar o entendimento de todos. Boa leitura!
O que é Pneumonia?
A pneumonia é a inflamação dos alvéolos pulmões, devido à infecção causada por bactérias, vírus, fungos e demais agentes infecciosos ou ainda por substâncias químicas.

Os alvéolos se enchem de pus, muco e outros líquidos, impedindo seu funcionamento normal.


Quais são os sintomas da pneumonia?
Falta de ar, febre, calafrios, tremores, dor no peito (principalmente ao respirar), tosse com catarro esverdeado, marrom, com ou sem manchas sanguinolentas, pulso acelerado, cansaço, prostração. Já em estágio avançado pode haver confusão mental e alucinação.

Em casos graves, os lábios e unhas podem ficar roxos por falta de oxigênio no sangue e pode haver confusão mental. Em crianças muito pequenas ou já acometidas por outras doenças, a pneumonia pode ocorre sem a presença de sintomas tradicionais, o que pode dificultar o dia…